Brasil Guitar Duo

Brasil Guitar Duo

O grande charme do Brasil Guitar Duo é a sua capacidade de transitar entre a música “popular” brasileira e a música erudita, algo que os seus dois componentes, João Luiz e Douglas Lara, gostam de cultivar e que, segundo eles, dá um sabor especial ao grupo. Além das peças tradicionais para o duo de violões, como o concerto de Castelnouvo-Tedesco, os dois estrearam um Concerto para dois Violões, especialmente escrito para eles por Paulo Bellinati, apresentado em 2012 com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo sob a regência de Giancarlo Guerrero. Além de tocar, os dois fazem arranjos: os de João Luiz possuem muita influência dos seus estudos de contraponto. Já Douglas dá destaque em suas composições aos temas da música barroca. Os dois se conheceram em São Paulo ainda adolescentes e estão juntos desde 1996. João Luiz começou tocando trompete na banda da escola aos oito anos. Depois de estudar cavaquinho passou para o violão com o professor Henrique Pinto. Douglas começou com o violão aos sete anos. Antes dos clássicos, teve sua banda de rock, onde tocava guitarra e baixo. Mais tarde, se interessou pela música brasileira e também foi aluno de Henrique Pinto. Além do CD de estreia, Bom Partido, de 2007, gravaram para o selo Naxos, no ano seguinte, um disco com as obras completas para dois violões de Mario Castelnuovo-Tedesco (1865-1968), e, em 2010, lançaram um álbum duplo com as transcrições das sonatas de Bach para flauta ao lado de Marina Piccinini.

Sesc Bom Retiro | 04/12/2014 às 20h
Sesc Sorocaba | 05/12/2014 às 20h
Sesc Araraquara | 07/12/2014 às 19h

Mais informações:

http://musicadecamara.sescsp.org.br/pt/event/brasil-guitar-duo/

O grande charme do Brasil Guitar Duo é a sua capacidade de transitar entre a música “popular” brasileira e a música erudita, algo que os seus dois componentes, João Luiz e Douglas Lara, gostam de cultivar e que, segundo eles, dá um sabor especial ao grupo. Além das peças tradicionais para o duo de violões, como o concerto de Castelnouvo-Tedesco, os dois estrearam um Concerto para dois Violões, especialmente escrito para eles por Paulo Bellinati, apresentado em 2012 com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo sob a regência de Giancarlo Guerrero. Além de tocar, os dois fazem arranjos: os de João Luiz possuem muita influência dos seus estudos de contraponto. Já Douglas dá destaque em suas composições aos temas da música barroca. Os dois se conheceram em São Paulo ainda adolescentes e estão juntos desde 1996. João Luiz começou tocando trompete na banda da escola aos oito anos. Depois de estudar cavaquinho passou para o violão com o professor Henrique Pinto. Douglas começou com o violão aos sete anos. Antes dos clássicos, teve sua banda de rock, onde tocava guitarra e baixo. Mais tarde, se interessou pela música brasileira e também foi aluno de Henrique Pinto. Além do CD de estreia, Bom Partido, de 2007, gravaram para o selo Naxos, no ano seguinte, um disco com as obras completas para dois violões de Mario Castelnuovo-Tedesco (1865-1968), e, em 2010, lançaram um álbum duplo com as transcrições das sonatas de Bach para flauta ao lado de Marina Piccinini.

No Programa:

Jean Philip Rameau (1683-1764)
Pieces de Clavecin*
Gavotte et variations
Les Cyclops

David Leisner (1953)
Ghosting**

Mario Castelnuovo-Tedesco (1895-1968)
Preludio e Fuga em Dó sustenido menor, n.7

Gerard Drozd
Suite Op. 142**

Leo Brouwer (1939)
Sonata de Los Viajeros
I. Primer Viaje a Tierras Heladas
II. El retablo de las Maravillas, La venus de Praxiteles
III. Visita a Bach en Leipzig
IV. Por el Mar de las Antillas

Egberto Gismonti* (1947)
Forrobodó
A Fala da Paixão
Karate

(*) arranjo de João Luiz
(**) dedicado ao Brasil Guitar Duo

R$ 30,00 Inteira
R$ 15,00 Meia entrada
R$ 9,00 Credencial plena
Censura: 12 anos
Duração: 90 minutos

Flávio Apro lança o CD O Violão Brasileiro

O Violão Brasileiro

Em novembro, o violonista Flávio Apro lança o CD O Violão Brasileiro em várias cidades: Guarulhos, Rio de Janeiro, Tatuí, Maringá e São Paulo. No repertório obras de Ary Barroso, Alvino Argollo, Canhoto/Baden Powell, Dori Caymmi, Marco Pereira, Paulo Bellinati, Radamés Gnatalli e Sérgio Assad. Este trabalho possui a particularidade de transitar por um amplo repertório de música brasileira para violão, unindo a excelente qualidade das obras com a sofisticação de execução do concertista internacional Flávio Apro, violonista premiado de grande reputação, considerado dono da “mais aveludada sonoridade do violão brasileiro”.

Estarão reunidos, num mesmo CD, autores considerados díspares – de Ary Barroso a Sérgio Assad, cuja escolha se deu como resultado da experiência de feedback que o artista vem obtendo das plateias internacionais, que apreciam e compreendem tais músicas sem dividir os compositores em categorias.

No Japão, Flávio Apro recebeu prêmio de melhor intérprete de Villa-Lobos no Kyoto International Music Festival. Já se apresentou várias vezes com amplo sucesso na Alemanha e ainda no México, nos Estados Unidos e em várias cidades brasileiras. Atualmente está na California State University.

Repertório do CD O Violão Brasileiro 1. Aquarela do Brasil (Ary Barroso) 2. Garoto (Alvino Argollo) 3. Jongo (Paulo Bellinati) 4. Suite Aquarelle: Divertimento (Sérgio Assad) 5. Suite Aquarelle: Valseana (Sérgio Assad) 6. Suite Aquarelle: Prelúdio e Tocatina (Sérgio Assad) 7. Abismo de Rosas (Canhoto/Baden Powell) 8. Tocata em Ritmo de samba (Radamés Gnatalli) 9. Toada (Antonio Ribeiro) 10. Rua Harmonia (Ulisses Rocha & Silvano Michelino) 11. Porto (Dori Caymmi) 12. Num Pagode em Planaltina (Marco Pereira)

Repertório do CD O Violão Brasileiro
1. Aquarela do Brasil (Ary Barroso)
2. Garoto (Alvino Argollo)
3. Jongo (Paulo Bellinati)
4. Suite Aquarelle: Divertimento (Sérgio Assad)
5. Suite Aquarelle: Valseana (Sérgio Assad)
6. Suite Aquarelle: Prelúdio e Tocatina (Sérgio Assad)
7. Abismo de Rosas (Canhoto/Baden Powell)
8. Tocata em Ritmo de samba (Radamés Gnatalli)
9. Toada (Antonio Ribeiro)
10. Rua Harmonia (Ulisses Rocha & Silvano Michelino)
11. Porto (Dori Caymmi)
12. Num Pagode em Planaltina (Marco Pereira)

13 de novembro | Guarulhos
Teatro Nelson Rodrigues
Rua dos Coqueiros, 74 – Vila Galvão – Lago dos Patos
Guarulhos – SP
(11) 2459-1813 / 2459-4568
Entrada franca

16 de novembro | Rio de Janeiro
Centro Cultural MIDRASH
R. Gen. Venâncio Flôres, 182 – Leblon – Rio de Janeiro, RJ
(21) 2239-2222
Entrada franca

18 de novembro | Tatuí
Auditório da Unidade 2 do Conservatório de Tatuí
Rua São Bento, 808 – Centro – Tatuí, SP
Entrada franca

19 de novembro | Maringá
Loja Maçônica Maringá
Av Nildo Ribeiro da Rocha, 2173 – Maringá, PR
(44) 3259-1233
Entrada franca

20 de novembro às 19h | Mandaguari
Escola de Música Maria Zilda
Rua Padre Antonio Lock, 945 – Mandaguari, PR
(44) 3233-1985

21 de novembro | Rolândia
Cine da Mata – Chácara Marabú
Estrada do Ingá – Rolândia, PR
(43) 3256-3417

22 de novembro | São Paulo
LA Film
Rua Coronel José Eusébio, 37/53 – Higienópolis – SP – Brasil
(11) 3969-0347
Ingressos a R$ 10,00

Language: por

Brazilian Music Sheet Series by Remilson Nery

De 23 de maio e 24 de 2015

Em 2015, o Another EAR Music Collection vai organizar em Paris a primeira edição do concurso em torno das peças do compositor brasileiro Remilson Nery, que foram publicadas em seu catálogo intitulado Brazilian Music Sheet Series.

O concurso está aberto para violonistas, violinistas, violoncelistas e pianistas de todas as nacionalidades. O candidato deve ter nível intermediário ou avançado, com no mínimo 12 anos no dia da sua inscrição (sem limite de idade superior).

As peças de Remilson Nery estão disponíveis em www.anotherear.com/guitar.html

Informações sobre o concurso em www.anotherear.com/musiccompetition.html

Language: por

CAIXA Cultural São Paulo apresenta Quaternaglia

Quaternaglia

Um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade interpreta músicas de compositores brasileiros.

Quaternaglia

De 5 a 9 de novembro, às 19h15, o Quaternaglia Guitar Quartet (QGQ) apresenta-se na CAIXA Cultural São Paulo. Integram o grupo os violonistas Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina. No repertório, compositores brasileiros marcam presença: Ronaldo Miranda, Almeida Prado, Villa-Lobos, Marco Pereira, Chrystian Dozza, João Luiz e Paulo Bellinati. Três peças foram compostas especialmente para o Quaternaglia. Haverá ainda uma palestra musical no dia 9 de novembro, domingo. A entrada é gratuita e conta com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Nesse repertório o Quaternaglia apresenta peças do CD Jequibau, como Carlo’s Dance, baseada no ritmo bossa nova em compasso de cinco tempos inventada pelos maestros Mário Albanese e Cyro Pereira nos anos 1960, bem como obras dos mestres Villa-Lobos, Almeida Prado e Ronaldo Miranda, que dialogam também com os virtuosismos de Marco Pereira e composições dedicadas pelos jovens João Luiz e Chrystian Dozza. É a primeira vez em mais de 20 anos de trabalho que o quarteto paulista apresenta ao público uma obra especialmente composta por um de seus integrantes.

O Quaternaglia tem sido aclamado como um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, tanto pelo alto nível de seu trabalho camerístico como por sua importante contribuição para a ampliação do repertório. A discografia do Quaternaglia inclui os CDs Quaternaglia, Antique, Forrobodó, Presença, Estampas e Jequibau, além do DVD Quaternaglia, gravado ao vivo. O quarteto tem se apresentado em cidades como New York, Chicago, Los Angeles, Dallas, Lisboa, Porto, Buenos Aires, na Austrália e em mais de 15 estados brasileiros, além de ministrar masterclasses e palestras a convite de instituições como Universidade de Yale e Conservatório de Coimbra. Ganharam o “Ensemble Prize” no “Concurso Internacional de Violão de Havana” (Cuba). Em 2013 o Quaternaglia apresentou o Concerto Itálico, de Leo Brouwer, sob a regência do compositor no Teatro Nacional de Havana (Cuba).

Programação:

Ronaldo Miranda (1948) | Suíte n. 3 (1973)
Almeida Prado (1943-2010) | XIV Variações sobre o Tema de Xangô (1961-2003)
Heitor Villa-Lobos (1887-1959) | Bachianas Brasileiras n.9 (1945)
Marco Pereira (1950) | Dança dos Quatro Ventos (2006)
Chrystian Dozza (1983) | Sobre um tema de Gismonti (2012)*
João Luiz (1979) | Kirsten – toada (2004)*
Paulo Bellinati (1950) | Maracatu da Pipa (2004)
Paulo Bellinati (1950) | Carlo’s Dance* (2006)

* peças dedicadas ao Quaternaglia

De 05 a 09 de novembro
Quarta a domingo, às 19h15

Palestra A formação de um grupo de câmara
Domingo, 9/11, das 17h às 18h (80 vagas)

CAIXA Cultural São Paulo – Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo/SP

Informações (11) 3321-4400
Capacidade: 80 lugares
Duração: 60 minutos
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal
Classificação livre
Entrada franca: retirar ingresso na bilheteria no dia do espetáculo, a partir das 12h.

Language: por

XIII Mostra de Cordas Dedilhadas

XIII Mostra de Cordas Dedilhadas

Em sua décima terceira edição a Mostra de Cordas Dedilhadas, com curadoria do violonista Rafael Altro traz para o público violonístico e apreciadores do instrumento um repertório com diversos estilos e gêneros musicais. O intuito desta iniciativa é apresentar o violão dentro de suas possibilidades harmônicas e melódicas no ponto de vista das composições e execução.

Os concertos serão realizados durante o mês de agosto no auditório do SESC Vila Mariana às 20h30. O primeiro será no dia 01/08 com Ericsson de Castro e Andrea Paz interpretando obras de compositores dos séculos XX e XXI. No dia 08/08 Enrique Gule apresentará um repertório do gênero Tango Argentino. Em 15/08 o canadense Therry Bégin-L. vencedor do Concurso Internacional de Guitarra José Tomás realizado no ano de 2013 em Villa de Petrer/Espanha apresentará um repertório mesclando compositores sul-americanos com europeus, destacando o compositor canadense Patrick Roux. Em 22/08 Paulo Vinicius, brasileiro residente na Suiça traz em seu programa compositores de diversos períodos, destacando o compositor britânico Benjamim Britten e obras autorais. O ultimo concerto no dia 29/08 ficará a cargo do jovem brasileiro Vitor Noah, vencedor do Concurso Internacional de Violão BRAVIO, realizado no ano de 2013 em Brasília. Para esse concerto de encerramento destacamos a Sonata do compositor espanhol Antonio José.
Para as atividades didáticas realizada aos sábados às 15h00 no Centro de Música convidamos músicos conceituados no cenário internacional e violonistas que estão se destacando através de seus estilos e técnicas.
Os workshops serão realizados pelo brasileiro Daniel Padim (02/08), apresentando aos alunos técnicas e repertório para violao fingerstyle e pelo argentino Enrique Gule (09/08), que nos ensinará um pouco sobre a Milonga e o Tango.
No dia 16/08 Thierry Bégin-L. ministrará master-classes para quarto alunos inscritos abertas ao público. Encerrando as atividades pedagógicas teremos no dia 23/08 a palestra: Violão e Artes Visuais: a história do violão através da iconografia que sera ministrada pelo renomado violonista brasileiro Gilson Antunes.

XIII Mostra de Cordas Dedilhadas

Veja aqui a programação completa:
http://www.sescsp.org.br/programacao/39130_XIII+MOSTRA+DE+CORDAS+DEDILHADAS#

Language: por

Vitor Noah na Série Violão de Concerto

Vitor Noah

Dia 22 de abril, terça às 19h30.

Museu Guido Viaro
Rua XV de Novembro, 1.348 – Curitiba, PR.
Ingressos: R$ 10

Vitor Noah iniciou seus estudos nas Oficinas de Música da EMAC/UFG, com o professor Ms. Rodrigo Carvalho, e desde então tem participado em várias atividades musicais como Festival Leo Brouwer, Festival de Violão São Paulo, Festival de Música de Santa Catarina, Festival Internacional Sesc Pelotas/RS e Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, onde assistiu aulas com importantes violonistas do mundo inteiro como por exemplo Eduardo Isaac, Fábio Zanon, Eduardo Fernandez e Vladimir Gorbach.

Em 2008 ganhou o prêmio de revelação no concurso Jovens Talentos, da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás e obteve o 1º lugar no XIX Concurso de Violão Souza Lima (SP). Em 2011 estudou na Marshall University com bolsa de estudos integral concedida pelo CAPES/FIPSE, onde foi estudante da classe do professor Júlio Ribeiro Alves. Em 2012 foi um dos participantes do concurso de música clássica “Pré-estréia”, televisionado pela TV Cultura, e, além disso, obteve o 1º lugar no Concurso de Violão do MASP 2012 – Homenagem a Henrique Pinto. Em 2013 conquistou o primeiro lugar no VII Concurso da Bravio, o segundo lugar no Concurso Internacional J. S. Bach, promovido pela fundação Hermann Hauser, e o primeiro lugar no X Concurso Nacional Villa-Lobos em Vitória (ES). Atualmente está finalizando seu bacharelado em violão pela Universidade Federal de Goiás, sob orientação do profº. Dr. Eduardo Meirinhos, e participa em recitais solo e camerísticos.

Programa:

J. S. Bach – Prelúdio e Fuga BWV 997
Frank Martin – 4 Peças Breves:
I. Prelude
II. Air
III. Plainte
IV. Comme une Gigue

Antonio José – Sonata
I. Allegro Moderato
II. Minueto
III. Pavana Triste
IV. Final

Vitor Noah

Vitor Noah

Language: por